quinta-feira, 16 de maio de 2013

O Costume Institute expõe a moda do movimento punk e sua contínua presença inspiradora.

O impacto do movimento punk na década de 1970 e sua contínua influência na moda assume forma de exposição no Costume Institute do Metropolitan Museum of Art, em Nova York. Entre 9 de maio e 14 de agosto a estética da contracultura transformada na mostra "Punk: Chaos to Couture" será apresentada como experiência imersiva e multisensorial. A proposta enfoca a relação entre o conceito do "faça-você-mesmo" e da alta costura "feita sob medida". Sete galerias foram idealizadas em torno dos materiais, técnicas e enfeites associados ao estilo que contrapôs as convenções. Referências relacionados a Londres e Nova York vão ambientar a história da origem do punk como um conto de duas cidades. A curadoria é de Andrew Bolton e consultoria criativa do fotógrafo Nick Knight. Organizada por temas a exposição contará com galerias de fácil leitura, cada uma com foco em aspectos específicos do movimento (Heróis Rebeldes, Pavilhões da Anarquia e da Elegância, Costureiros Situacionistas, Costura Punk, Estilo DIY e Moda Destroyer). A programação contará com 100 nomes da moda que usaram elementos deste movimento em suas coleções como pinos, alfinetes, pregos, lâminas de barbear e correntes. Constam trabalhos de Vivienne Westwood, Alexander McQueen, Haider Ackermann, Marc Jacobs, Miguel Adrover, Boudicca, Azzedine Alaïa, Dolce & Gabbana, Andrew Groves, Rei Kawakubo, Rodarte e Alexander Wang. Para Andrew Bolton, o movimento inspirou mais que fanáticos do mundo da música e continua vivo: " O Punk quebrou todas as regras quando se trata de moda e a partir dele tudo se tornou possível", declarou na página do Met.

0 comentários :

Postar um comentário